segunda-feira, 13 de fevereiro de 2012

PRECISEI ME AFASTAR PARA PERCEBER QUE ME APROXIMEI DEMAIS...



Às vezes preciso aprender a ficar sozinha para ouvir minha própria voz, olhar pra fora de mim para ver se enxergo o que está por dentro.
Ser sozinho não é ser solitário, é estar consigo mesmo em suas escolhas.
É preciso saber ser sozinho para aprender a conviver com os outros.

Não preciso de escoras nem de corrimãos. Sei quem sou.
Eu posso estar sozinha e saber muito bem onde estou.
E ainda que não saiba, penso que as vezes é preciso se perder para conseguir enfim se encontrar.

Estar sozinha é parar para olhar pra mim e num universo hostil aprender a dizer:
Eu parei para me entender e agora estou preparada para entender o outro.
A vida é feita de encontros, de mudanças, porém ninguém muda ninguém e ninguém muda sozinho, nós mudamos nos encontros... Naquilo que acumulamos de cada encontro.

Encontrar-me comigo é deixar para trás as sombras que existiam em mim.
Dentro de mim existe a fonte da minha angústia, mas também reside a minha liberdade.
Afasto-me para fazer sentido...
É necessário, às vezes, se afastar das pessoas que você ama, mas isso não quer dizer que você os ama menos, às vezes você os ama ainda mais...

Ficar sozinho é lidar com as emoções, emergir no amor a sí mesmo, para que ao amar o outro não se afunde sem poder voltar.
Uma hora ou outra, o seu coração te dirá:
Preciso que você se afaste para perceber que se aproximou demais...

Nenhum comentário:

Postar um comentário