terça-feira, 9 de dezembro de 2014

ASSIM COMO O PÁSSARO, EU VÔO



Eu sou como um pássaro que voa em direção a tempestade
Ele sabe que vai doer, mas é o seu destino

Em algum lugar tão longe dentro de mim, o pássaro voa
Como eu, ele olha o horizonte e não consegue enxergar além, mas voa...

Mesmo sem saber que o horizonte pode ser logo alí
Indo nas asas do pássaro, o tempo voa, ele leva um tanto de mim
Mas deixa um tanto aqui

O pássaro sabe que o fator determinante da sua felicidade
Não são as escolhas, mas sim as renúncias, como eu também sei
Porém no horizonte que contemplo a minha frente, não enxergo o que me espera
Dor ou alegria, choro ou riso, vida ou morte
Mas, assim como o pássaro, não saberei se não viver

Posso não vir a achar o que procuro, mas vai valer a busca, vai valer o encontro
Vai valer o tempo, vai valer a vida...
Ainda que no final não tenha valido a pena

Assim, como o pássaro, prossigo em meu vôo
Porque todos os dias é um recomeço
E o horizonte que contemplo a minha frente
Se veste de mim para me receber



sexta-feira, 2 de maio de 2014

ENTRE O PARTIR E O FICAR


Posso ir embora e nunca mais voltar, deixar aqui parte de mim mesma.
Posso me arrepender e um dia voltar, e nada ser como antes, nem mesmo encontrar a parte que deixei.

Posso até ficar, e nada mudar, mas terei que me conformar com isso.
Ou tudo pode mudar e eu terei a certeza de que valeu a pena.

Posso sofrer por perder alguém se eu partir, mas perder não tem nada a ver com partir, posso perder ficando.
Porém se eu perder por ter partido
lembrarei com carinho ou orgulho de algum momento importante na vida.
Se eu ficar e perder, terei perdido também a mim mesma.

Mas entre o partir e o ficar, o que vai me fazer falta mesmo? O que vai doer bem fundo. Que saudades me farão chorar?
Entre o partir e o ficar, encontro o mesmo espaço:
O dos momentos simples:

Os abraços que outrora me fez feliz
Os abraços que em algum lugar me espera.

Do caminho que me levava pra casa, quando a casa era eu mesma.
Do caminho que me levará a algum lugar onde me sentirei em casa novamente,

A diversão natural do sorriso sem compromisso e hoje já são tão poucos.
A diversão natural dos muitos sorrisos que poderei encontrar.

Entre o partir e o ficar, procuro algumas verdades:
O que me deixará em paz comigo mesma;
A renuncia não quer dizer que eu não ame; apenas que me conformei com o que não era para ser
As vezes pra fazer alguém ficar, é melhor deixá-lo partir.

Entre o partir e o ficar existe tanto...

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

MUDAR IMPLICA EM VIVER, APENAS VIVER...



Esperamos tanto por mudanças.
Esperamos tanto que o outro mude.
E quando percebemos que esperamos demais, então nós mudamos e os outros não precisam mais mudar.

As mudanças são duras, por vezes trazem perdas e lágrimas.
Mudar significa transformar, deixar algo para trás, isso implica determinação.

Ninguém consegue mudar algo que não deseja que seja mudado
Mudança é desapego, tomar a decisão de partir para o novo
E transformar o antigo em aprendizado
Isso implica verdade e coragem.

Mudar traz sofrimento, mas pode ser altamente compensador
A dor ensina quando se faz disso renovação.
Isso implica abnegação

As vezes a mudança significa retorno
Retomar aquilo que foi perdido ou esquecido
Renovar sentimentos e relembrar momentos
Significa querer de volta aquilo que um dia fora importante
Isso implica foco e força para buscar

As mudanças nunca ocorrem sem inconvenientes, até mesmo do pior para o melhor.
Não se deve temer os ventos de mudança, deve-se temer a brisa do que nunca muda.
Isso implica paciência

Mudar é doloroso, mas necessário Nada sobrevive sem transformação.
Estamos em constante mudança e isso nos faz novo, vivo e humano
As vezes mudar é voltar a ser quem você foi um dia, e por alguma razão esqueceu de ser
Mudar implica em viver, apenas viver...