quinta-feira, 31 de março de 2011

ANTES QUE SEJA TARDE...


Temos o mau costume de querer apenas a média (desde que não seja ruím, não precisa ser o ótimo), de faltar a quem amamos e de não mostrar o que sentimos aos que estão ao redor. E só nos damos conta quando os perdemos...

Temos o mau costume de perder tempo buscando tantas coisas vãs, tantas metas falsas e falsos sonhos, de correr atrás do vento sem percebermos que não o alcançaremos. Isso nos faz deixar de apreciar o que na verdade importa. E só nos damos conta quando nos vemos só...

Se nos acercássemos destes erros, nós daríamos os abraços que por rotina às vezes deixamos passar, diríamos mais palavras de amor e mostraríamos o carinho que perdemos a oportunidade de expressar. O quanto sentimos e não dissemos, e as vezes a golpes pode sair.
Antes que seja tarde e o tempo de aparte de quem ama, escute seu coração...

Temos o mau costume de buscar desculpas para não desnudar a alma e assumir as culpas, de não dar atenção as coisas pequenas da vida que nos faz feliz. E só nos damos conta quando olhamos atrás e percebemos que o que passou não volta mais...

Se nós percebessemos o quanto deixamos para trás por orgulho ou descuido, daríamos mais ouvido as palavras que nos tentaram dizer e com um afago afastaria todos os medos
Antes que seja tarde e a distância o afaste de quem te ama, olhe para o outro...

Por vezes tudo o que o outro necessita são seus olhos na direção dele, e suas mãos para segurar...
Antes que seja tarde e as circunstâncias os afaste... não se acostume a olhar além, olhe perto,e  não olhe ao redor, mas olhe dentro...

Texto inspirado na canção espanhola "La Mala Costumbre" (Pastora Soler)

Nenhum comentário:

Postar um comentário