sexta-feira, 17 de setembro de 2010

TEORIA DO CAOS (EFEITO BORBOLETA)


“O bater de asas de uma borboleta no pacífico pode ser responsável pelo aparecimento de um tufão do outro lado do planeta”

O chamado Efeito Borboleta foi analisado pela primeira vez em 1963 por Edward Lorenz. Segundo a cultura popular, na teoria apresentada, o bater de asas de uma simples borboleta poderia influenciar o curso natural das coisas e, assim, talvez provocar um tufão do outro lado do mundo.

O efeito borboleta, embora ilustrativo, explica o que cientistas chamam de teoria do caos – princípio que afirma que um pequeno evento pode ter conseqüências imprevisíveis, pois o resultado final é determinado por ações interligadas de forma quase aleatória.

É uma das leis mais importantes do Universo, presente na essência de quase tudo o que nos cerca. A idéia central da teoria do caos é que uma pequenina mudança no início de um evento qualquer pode trazer conseqüências enormes e absolutamente desconhecidas no futuro. Por isso, tais eventos seriam praticamente imprevisíveis - caóticos, portanto. Parece assustador, mas é só dar uma olhada nos fenômenos mais casuais da vida para notar que essa idéia faz sentido.

O efeito borboleta encontra aplicações em qualquer área das ciências: exatas, médicas, biológicas ou humanas na arte ou religião, entre outras aplicações, seja em áreas convencionais e não convencionais. Assim, o Efeito Borboleta encontra também espaço em qualquer sistema natural, ou seja, em qualquer sistema que seja dinâmico, complexo e adaptativo.

Segundo Ralph Stacey, professor de Administração da Hertford Business School: “… o Caos não significa desordem absoluta ou perda completa de forma, mas que sistemas guiados por certos tipos de leis perfeitamente ordenadas são capazes de se comportar de maneira aleatória e, desta forma, completamente imprevisível no longo prazo, em um nível específico”. Esta é a Teoria do Caos: há ordem na desordem e desordem na ordem.

Nossas ações e atitudes podem mudar a história de uma vida inteira, e afetar não só nossa vida como a do próximo. Atos estes que por vezes afetam pessoas das quais nem conhecemos.

Nós somos a soma das nossa escolhas e decisões, no entanto, a conta não leva em consideração somente nossa vida, mas daqueles que de alguma forma direta ou indireta são atingidos por nossas escolhas.

Dissertar sobre o Efeito Borboleta remete-nos a reflexão: que a história ao ser modificada, pode trazer consequencias, ou seja, atos individuais podem modificar o rumo dos acontecimentos e resultar em eventos completamente diversos.

Então preste atenção nas suas escolhas e tenha a disciplina e discernimento necessária para colocá-las em prática, pois são elas que moldarão, ativamente, o resto da sua vida, podendo afetar a vida de outros

Nenhum comentário:

Postar um comentário